Cabo Verde falha a Bandeira Azul

14 de dezembro de 2020

A+ A-

A distinção é atribuída, anualmente, pela Fundação Europeia para a Educação Ambiental a praias e marinas que cumprem requisitos de qualidade ambiental, segurança, infraestruturas de apoio, informação aos utentes e sensibilização ambiental.

 

Sobre processo da bandeira azul para a praia de Santa Maria, na ilha do Sal,oi realizado, em Maio do ano passado, um workshop que juntou durante dois dias representantes de instituições públicas e privadas e organizações da sociedade civil. O objectivo foi dar a conhecer os critérios para a obtenção do certificado Bandeira Azul e para a constituição do júri nacional para a bandeira azul.

Em entrevista ao Primeiro Jornal da RCV, o coordenador da Biosfera diz, sem titubear, que o processo parou. Tommy Melo defende que o período de acalmia, devido à pandemia da Covid-19, podia ter sido útil para o processo da Bandeira Azul.

Dizem os arquivos que, no workshop na ilha do Sal, tinham participado José Hendriksen, membro do Conselho Administrativo da Fundação Europeia para a Educação Ambiental e Catarina Neves da Operadora da Bandeira Azul de Portugal.

A Associação para a Defesa do Meio Ambiente, Biosfera, é membro oficial e reconhecido como operador nacional da Fundação Europeia para a Educação Ambiental desde Dezembro de 2017.

 

Júlio Vera-Cruz Martins - RCV

Disponibilizado online - Multimédia RTC



Artigos Relacionados