Guineenses promovem uma manifestação, em Portugal, para contestar a visita de Jorge Carlos Fonseca à Guiné-Bissau

18 de janeiro de 2021

A+ A-

Ativistas sociais guineenses residentes em Portugal promovem uma manifestação em Lisboa para contestar a visita oficial de Jorge Carlos Fonseca à Guiné-Bissau.

Em entrevista à RCV, a porta-voz da manifestação questiona o real motivo da visita sobretudo agora em tempo da pandemia da Covid-19.

Dy Furtado conta com a participação de guineenses e cabo-verdianos residentes em Portugal, um convite extensivo a cidadãos de todos os africanos de língua portuguesa.

Ativista social guineense organiza manifestação, em Lisboa contra a visita de Estado de Jorge Carlos Fonseca. O Presidente da República diz que desconhece, mas encarra com normalidade a projetada manifestação.

Jorge Carlos Fonseca diz que está seguro de um bom acolhimento em Bissau e realça que sabe, por experiência própria, de que cabo-verdianos e guineenses nutrem uns pelos outros simpática e amizade e um grande sentimento de fraternidade.

Reportagem RCV


Artigos Relacionados