Qualificaçao Afrobasket: Presidente FCBB retira pressão aos jogadores e pede que desfrutem de cada jogo

16 de fevereiro de 2021

Cabo Verde venceu Marrocos por 80x73 no dia 27 Novembro 2020, no jogo da 1ª volta da fase de grupos [foto fiba.basketball]
A+ A-

A seleção nacional de basquetebol cumpre hoje o segundo dia de treinos na Tunísia. O combinado cabo-verdiano está a preparar o embate de quinta-feira com Marrocos. Vai ser o primeiro de três jogos decisivos e que irão ditar se Cabo Verde qualifica-se, ou não, para o Afrobasket 2021, a acontecer em agosto no Ruanda.

O presidente da Federação Cabo-verdiana de Basquetebol, Mário Correia “Marito” evita colocar pressão nos jogadores e pede-lhes que desfrutem de cada jogo. "A mensagem que sempre passei é estarem focados num jogo de cada vez e cada jogo tem a sua história...para darem o melhor e desfrutem do jogo".

Os conselhos de Marito Correia, antigo basquetebolista internacional cabo-verdiano, sabe o que é estar no Afrobasket. Aliás, integrou a equipa nacional que em 2007 conquistou a medalha de bronze no Afrobasket em Luanda.

O combinado nacional está concentrada na cidade de Monastir, na Tunísia.  Hoje cumpre o penúltimo dia de treinos para o jogo com Marrocos, marcado para depois de amanhã.

O duelo está marcado para às 9h00 da manhã, hora de Cabo Verde, serão 11 horas na Tunísia. No mesmo dia, à tarde, jogam Egipto e Uganda, os dois outros adversários da seleção nacional no grupo E. 

Os dois últimos jogos de Cabo Verde acontecem sábado, com Egipto, e domingo, com Uganda. Das quatro seleções que compõem o grupo, as três primeiras qualificam-se. Cabo Verde ocupa neste momento a terceira posição e, logo, está em zona de apuramento.

Reportagem RCV com jornalista Benvindo Neves


Artigos Relacionados