Familiares de Zé de Armandinho pedem justiça ao caso de morte que aconteceu há 3 anos em Figueira das Naus

17 de fevereiro de 2021

Cidade Assomada, ilha de Santiago [foto Décio Barros]
A+ A-

Familiares e Amigos do falecido Austelino Monteiro Pereira, conhecido por, Zé de Armandinho, realizam, ontem de manhã,  uma manifestação, em frente ao Palácio da Justiça em Santa Catarina, apelando a justiça pelo malogrado que foi brutamente assassinado a 23 de Abril de 2018, no quintal de uma habitação, em Figueira das Naus.  

João Cardoso cunhado da vitima alega que até hoje continuam a espera de conhecer o autor ou os autores do  crime bárbaro que deixou uma família inteira destruída. 

Os manifestantes concentraram-se em enfrente ao Palácio da Justiça de Santa Catarina, indignados com a falta de justiça, exibiam vários cartazes com mensagens como: O luto virou Luta justiça pelo Zé. 

João Cardoso, cunhado da vitima, garante que os familiares não tiveram nenhuma resposta, das autoridades, no caso ocorrido há 3 anos, no quintal de uma casa habitada, na localidade de Figueira da Naus. 

Um crime que chocou a pequena comunidade no município de Santa Catarina, e, que destruiu uma família   inteira, diz a mãe da vitima, Arminda Monteiro.

A revolta da família prende-se também com a lentidão da justiça isto apesar da denúncia de um suspeito do caso.  

No decorrer da manifestação a família chegou a falar com o Procurador  da Comarca de Santa Catarina, mas, prefere esperar pelo desfecho. 

Esta manifestação realizou-se sobre um forte aparato de segurança com efectivos da PN de varias  esquadras de Santiago Norte. E, a nossa equipa conseguiu apurar junto da Procuradoria da Comarca de Santa Catarina, que o processo judicial nunca esteve parado. Empenhados estiveram o Ministério Público, Policia Judiciária  e o Juiz de Instrução no caso, que foi realizado um conjunto de diligências, inclusive ouvidos 28 pessoas, mas, no entanto sem conhecer os detalhes, o culpado e ou os culpados. Estando o caso nesta altura a seguir todos os transmites legais. 

RCV / Angela Monteiro

 



Artigos Relacionados