Seleção Nacional de Basquetebol sai da Tunísia, com a qualificação para o Afrobasket por decidir

22 de fevereiro de 2021

Cabo Verde x Egito [foto Fiba Africa]
A+ A-

A seleção cabo-verdiana de basquetebol deixa hoje a Tunísia, depois de ter realizado dois dos três jogos da segunda e última volta do torneio de qualificação para o Afrobasket 2021. 

A caravana viaja dividida em quatro grupos: os jogadores que atuam na Europa já devem ter chegado a Lisboa. Tinham, saída da Tunísia marcada para às 8h40 locais. Os atletas que militam em Espanha, viajam de Tunis para Madrid ainda esta manhã, às 12:50 locais. Logo mais, ao final da tarde, Joel Almeida segue viagem para a Geórgia.

Quanto ao grupo que vem para Cabo Verde, a saída de Tunísia está marcada para às 18h00, com escala em Dakar. A chegada à cidade da Praia está marcada para às 11h15 desta terça-feira. 

A seleção nacional de basquetebol sai da Tunísia sem saber se vai ou não estar no Afrobasket.

A equipa cabo-verdiana perdeu os dois jogos que fez nesta segunda volta do torneio de qualificação,ficou a faltar a terceira partida, que seria com o Uganda, mas que foi suspensa devido aos casos de Covid-19 detetados no seio da caravana ugandesa. A Uganda não chegou a fazer qualquer jogo neste torneio. A FIBA não decidiu que desfecho dar a este caso.

Olhando para a prestação de Cabo Verde no torneio da Tunísia: duas derrotas, 72-69 com Marrocos, e 94-65 com Egito. 

Sobre a derrota com os egípcios, por 29 pontos de diferença, o treinador-adjunto da seleção nacional reconheceu que faltou intensidade à equipa. Cabo Verde falhou muitos passes. O Egito conseguiu 36 pontos à custa de turnovers, algo que é pouco comum num jogo. A explicação pode estar na falta de rotina da equipa, considera o treinador-adjunto, Danielson Miranda.

Cabo Verde não conseguiu chegar aos 70 pontos por jogo. Em Novembro, na primeira fase, a equipa nacional sempre marcou mais que 80 pontos em cada uma das três partidas que tinha realizado.



Artigos Relacionados