Santo Antão Sul: arranque do campeonato futebol sofre novo adiamento, remarcado para 6 de março

24 de fevereiro de 2021

A+ A-

É o segundo adiamento em menos de um mês. Aquela que foi a primeira região desportiva a anunciar a retoma das competições, inicialmente marcada para 06 de Fevereiro, afinal, ainda não conseguir arrancar.

A Associação Regional de Futebol de Santo Antão Sul reuniu-se na segunda-feira, 22, com os clubes e, do encontro, saiu a decisão de não se avançar com o início do campeonato este fim-de-semana, 27. 
Segundo nota da ARFSAS, decidiu-se “adiar o início das competições para o próximo dia 06/março, desde que estejam criadas as condições”.

Essas condições, conforme se pode ler no documento enviado à RCV, passa pela “regularização do subsídio/prémios da época 2019/20; pagamento do subsídio da presente época 2020/21; criação de condições de higiene e segurança no estádio Municipal de Porto Novo, além da regularização das inscrições das equipas na plataforma FIFA Connect, com a inspeção das equipas e jogadores em falta”
A Associação faz saber, ainda, que ficou marcado um novo encontro com os clubes, para o próximo sábado, 27, para analisarem a situação do momento e posicionarem sobre o início do campeonato agora reagendado para o dia 06/março.

Clubes continuam treinos na incerteza
Depois de ouvir as espectativas das equipas da Fiorentina e do Sporting em relação a retoma das competições, esta terça-feira fomos espreitar os treinos das equipas do Inter e da Académica para saber como é que está a preparação para a nova época que está prestes a começar.


O treinador da Académica, Gunga Fonseca, afirma que, como sempre, a equipa entra no campeonato para vencer, no entanto, desta vez há também uma enorme responsabilidade com a saúde pública que é preciso ter em conta mais do que tudo. 

Por seu lado, Tima, treinador do Inter realça que apesar de existirem ainda incertezas quanto ao arranque do campeonato, o objetivo é dignificar a equipa.

Quanto as medidas para a prevenção da Covid-19 nos treinos, o técnico da Académica, garante que estão a seguir com todas as recomendações das autoridades sanitárias. Já o técnico do Inter admite que é preciso mais sensibilização junto dos jogadores.
O jogador Nuno do Inter afirmam que as expectativas em relação a esta época são as melhores. Já Dénis jogador da Académica, sublinha que, a ansiedade é o principal estado de espirito neste momento.

Benvindo Neves / Arilízia Rodrigues