CAN Andebol: seleção de Cabo Verde tem oito jogadoras com mazelas físicas

14 de junho de 2021

Lance do jogo Cabo Verde - Congo (foto: CAHAB)
A+ A-

Depois de ter averbado duas derrotas na fase de grupos do CAN de andebol feminino, a seleção nacional vai agora disputar o torneio secundário, que reúne as seleções que não conseguiram qualificar-se para a fase seguinte da competição.

Esta terça-feira, Cabo Verde volta a jogar. O adversário vai sair do jogo desta segunda-feira entre Madagáscar e Quénia.

Quase metade das jogadoras cabo-verdianas está com mazelas físicas. A fisioterapeuta da equipa nacional, Dara Gamboa, explica esta situação com o facto de terem passado muito tempo sem competição.

“As atletas já estiveram cerca de um ano e meio sem treinar, nem competir. O pouco tempo de preparação acabou por condicionar a prevenção de eventuais lesões. Estamos a deparar com algumas situações de entorse, tendinites, canelites, entre outras.”  

Em bora não sejam casos preocupantes, a fisioterapeuta admite que as mazelas podem condicionar a prestação das jogadoras.

“Estamos a trabalhar no sentido de melhorar as suas condições físicas. Entretanto, estamos cientes de que estas lesões acabam, sim, por condicionar as suas performances”, declarou a fisioterapeuta de equipa cabo-verdiana.

Quartos-de-final do CAN, jogos a 15 de junho:

Angola – RD Congo

Tunísia - Guiné Conacri

Congo – Senegal

Camarões - Nigéria

 

Benvindo Neves / RCV



Artigos Relacionados