Presidente da Associação das Empresas de Segurança Privada considera legítima a greve dos vigilantes

15 de junho de 2021

A+ A-

O Presidente da Associação das Empresas de Segurança Privada considera legítima a greve dos vigilantes convocada pelo Sindicato dos Agentes de Segurança Pública e Privada, SINTSEL.

Francisco Nascimento lembra que para aplicar a nova grelha salarial as empresas precisam receber dos clientes o valor constante no Plano Indicativo de referência, PIR, mas o certo é que há algumas empresas que já recebem dos seus clientes o valor estipulado.

Em relação aos privados Francisco Nascimento aponta como solução um novo quadro jurídico sobre a segurança privada.
 
Associação de Empresas de Segurança Privada diz-se empenhada em encontrar a melhor solução para o cumprimento do acordo coletivo de trabalho e conferir salário digno aos vigilantes.